Este blog é dedicado a difundir as mensagens comunicadas nas Aparições de Jacareí-SP-Brasil, por meio do Vidente Marcos Tadeu Teixeira. Desde 1991, Nossa Senhora RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ, Nosso Senhor Jesus Cristo, São José, os Anjos e os Santos , fazem ao mundo um último apelo de conversão, reparação e oração. Essas Aparições que se prolongam por mais de 20 anos, é o último meio que o Senhor manda ao Mundo para que se converta e tenha paz.
"Imitai os meus videntes, os meus Santos que em toda a Sua Vida: Me amaram, Me serviram, sem colocar nenhuma restrição no seu amor por Mim!" (Maria Santíssima, Jacareí-SP, 25-05-2008)

" SEDE SANTOS, porque eu, o Senhor, vosso DEUS, sou Santo." (Levítico19, 2)

quarta-feira, 13 de julho de 2011

São Sebastião

Jacareí, 11 de janeiro de 2009

 - "-Amados irmãos, Eu, SEBASTIÃO vos amo muito! Sou servo de Nosso Senhor JESUS CRISTO e da Mãe de DEUS e já bem sabeis que dei a Minha vida por amor a Nosso SENHOR e a Sua Mãe e à Santa Fé... O Amor... Não tem reservas para com o Ser Amado... A alma que ama completamente Nosso SENHOR e à Sua MÃE, não pode ter reserva alguma para com Eles. Se conserva para si algo, se conserva algum apego a algo deste mundo, se ama isso fora do SENHOR, tira de DEUS um pouco do amor que Lhe é devido, para colocá-lo numa criatura e isto fere o Amor do SENHOR; que deseja e deve ser amado por vós, com todas as forças de vossa alma, com todo o vosso coração, com todo o vosso entendimento, com todos o vosso ser... O Amor de DEUS por vós é tão grande... Ele deseja fazer em vós o Seu Céu, o Seu Paraíso, onde Ele pode enfim; pode descansar em vós, comprazer-se em vós, encontrar Sua delícias em vós! É nas vossas almas que Ele quer habitar, mas só poderá fazê-lo se vós vos entregardes completamente a Ele sem reservas, amando-O com todas as vossas forças! O Amor... busca amar a DEUS o mais que pode e não se contenta em dar a DEUS menos que tudo, não se contenta em fazer por DEUS menos que tudo... O Amor... só quer ser amado e correspondido! Este DEUS que vos amou primeiro, que vos amou antes que vós viésseis a amá-Lo, este DEUS que vos criou do nada, só pede o vosso amor total! Nosso Senhor JESUS CRISTO... que deu a Sua vida por vós, quando vós ainda estáveis no pecado, quando vós ainda éreis escravos do demônio pelo pecado... Este SENHOR que deu toda a Sua vida por vosso amor, não deseja nada mais de vós do que, todo o vosso amor. Vivestes até agora dando o vosso amor somente para as coisas criadas e é por isso que vossas almas viveram em trevas profundas, viveram sem o Amor Divino! Voltai agora mesmo, ao SENHOR, amai-O com todas as forças do vosso coração e vereis como as vossas almas, antes habitadas por inimigos terríveis e cruéis, serão habitadas pela Graça Divina, pelo amor da SANTÍSSIMA TRINDADE! Não vos deixeis mais enganar por vós mesmos, pelo vosso “eu” corrompido pelo demônio e pelo mundo! Vós destes todo o vosso amor a eles e as vossas almas definharam nas trevas. Daí agora todo o vosso amor ao SENHOR e vereis que vossas almas ressuscitarão para uma verdadeira vida em DEUS! Eu, SEBASTIÃO,vos amo, rezo sem cessar por vós, protejo a todos os que vem aqui, neste Lugar Sagrado para ouvir as Mensagens e aprender a amar a DEUS e a Sua MÃE e vou ajudar-vos a chegardes ao Perfeito Amor! A paz Marcos... Amo-te, abençôo-te Meu amigo predileto...”

Festa: 20 de Janeiro
São Sebastião foi um dos muitos soldados romanos que por sua fé em Jesus foi martirizado. É uma pena que só se pode saber de sua história através das atas de seu martírio que foram escritas dois séculos mais tarde. Em quase todas as atas de martírios de santos e santas, os escribas tinham ordens de colocarem muitos detalhes do martírio e dar pouca ênfase ao martirizado.(isto era para assustar os futuros cristãos visto que as atas eram colocadas na cidade onde ocorria o martírio, e na biblioteca de Roma).
Um soldado do exército, nosso santo nasceu em Narbona, França, no final do seculo III e desde muito pequeno seus pais mudadaram para a Milao onde cresceu e foi educado. Seu pai era millitar e nobre e ele quiz seguir a carreira do pai, chegando a ser capitão da primeira corte de guarda pretoriana, um cargo que só se dava a pessoas ilustres e corretas. Sua dedicação a sua carreira valeu elogios de seus companheiros e principalmente do imperador Maximiano. Cumpre recordar que o império romano na época era governado no, oriente por Diocleciano e no ocidente por Maximiano. Maximiano ignorava que Sebastião era um cristão de coração e ainda que mesmo cumprindo as suas tarefas militares, não tomava parte nos sacrifícios nem nos atos de idolatria. Sempre que podia, visitava os cristãos encarcerados e ajudava aos mais fracos, doentes e necessitados.
Podia se dizer que era um soldado dos dois exércitos: o de Cristo e o de Roma.
Maximiano empreendeu uma depuração de elementos cristãos nas forças armadas expulsando todos os cristãos de seus exércitos. Cabe dizer que o soldado do exercito romano era voluntário. Só era obrigatório servir, os filhos de militares, como era o caso do nosso Sebastião. Quando um soldado o denunciou. Maximiano sentiu-se traído por Sebastião e rapidamente o chamou e exigiu que renunciasse ao cristianismo.
Ante tal situação, Sebastião comunicou ao imperador que não queria renunciar as suas crenças cristãs e o imperador ordenou a sua morte. Mas Maximiano ordenou a sua morte de maneira a mais desumana. Ordenou que seus melhores arqueiros o flechassem! Os arqueiros o desnudaram, levaram-no ao estádio de Palatino, o ataram a um poste e lançaram nele uma chuva de flechas e o abandonaram para sangrar até a morte.
Irene, uma mulher cristã, providencial, que apreciava os conselhos de Sebastião, junto com um grupo de amigos, foram ao local onde estava o santo, e com assombro, comprovaram que o mesmo ainda estava vivo.
O desamarraram e Irene o escondeu em sua própria casa e curou as suas feridas. Passado um tempo, nosso querido santo, já curado, quiz continuar seu processo de evangelização e, em vez de se esconder, com valentia apresentou-se de novo a Maximiano, o qual ficou assombrado. Maximiano não deu ouvidos os pedidos de Sebastião para que deixasse de perseguir aos cristãos e ordenou a seus soldados que o açoitassem até a morte.
Outra versão conta que ele  foi morto a pauladas e boladas de chumbo em 303DC e o Imperador ordenou que ele fosse jogado em um fossa de modo que os cristãos não o encontrassem.
Mas mais tarde Sebastião apareceu para uma cristã chamada Lucina e disse a ela :" em certo poço você me encontrará pendurado por um gancho e você deve me enterrar nas  catacumbas dos apóstolos".
Na mesma noite ela e seus servos fizeram o que Sebastião ordenou.
Alguns autores dizem que Lucina o enterrou no jardim de sua casa que ficava situado na Via Apia onde está hoje sua Basílica.
Ele foi martirizado no ano de 287 DC.

Mais tarde a Igreja  construiu na parte posterior da catacumba um templo em honra do santo: A Basílica de São Sebastião que lá existe até hoje e recebe grande romaria dos seus devotos. Existe ainda uma capela em Palatino em homenagem a São Sebastião.Em baixo uma foto de uma pintura (Museu de Pushkin) mostrando Irene curando as feridas de São Sebastião.
A Irene que cuidou de São Sebastião, é a Santa Irene cuja festa é celebrada no dia 30 de março.
São Sebastião rogai por nós!