Este blog é dedicado a difundir as mensagens comunicadas nas Aparições de Jacareí-SP-Brasil, por meio do Vidente Marcos Tadeu Teixeira. Desde 1991, Nossa Senhora RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ, Nosso Senhor Jesus Cristo, São José, os Anjos e os Santos , fazem ao mundo um último apelo de conversão, reparação e oração. Essas Aparições que se prolongam por mais de 20 anos, é o último meio que o Senhor manda ao Mundo para que se converta e tenha paz.
"Imitai os meus videntes, os meus Santos que em toda a Sua Vida: Me amaram, Me serviram, sem colocar nenhuma restrição no seu amor por Mim!" (Maria Santíssima, Jacareí-SP, 25-05-2008)

" SEDE SANTOS, porque eu, o Senhor, vosso DEUS, sou Santo." (Levítico19, 2)

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Santa Rosalia

Jacareí, 11 de janeiro de 2009

 “-Meus irmãos caríssimos... Eu, ROSALIA, amo-vos com todas as forças do Meu Coração! Rogo sem cessar por vós no Céu e peço incessantemente pela vossa salvação junto de JESUS e MARIA. O amor não sabe fugir, esconder-se, não sabe esquivar-se! Aqueles que dizem que amam a DEUS e à Sua MÃE; mas quando Eles aparecem na Terra para dar as Suas Mensagens: não Os escutam, não vão ao Seu encontro, não Os obedecem... Não dão tudo de si para agradá-Los, amá-Los, servi-Los e não perseveram neste amor... estes ainda não conheceram e não sabem o que é o ‘Verdadeiro Amor’... Aquele que diz que ama o SENHOR e s Sua MÃE; mas quando Eles vem na Terra revelando aos homens a Sua vontade e Eles não a cumprem, estes não conheceram o ‘Verdadeiro Amor’ e não tem o ‘Verdadeiro Amor’! Muitos pensam que amam o DEUS, mas no dia do seu julgamento se surpreenderão ao ver que nunca amaram o SENHOR verdadeiramente e que estiveram todo o tempo iludidos por si mesmos; porque não fizeram a vontade do SENHOR, preferiram antes fazer a sua própria vontade, porque amaram mais a si mesmos do que a DEUS e a Sua Mãe! O que ama a vontade do SENHOR, o que faz a vontade do SENHOR verdadeiramente; é aquele que guarda as Palavras do SENHOR; que cumpre os Seus Mandamentos, que faz a Sua vontade e que renuncia a sua para fazer a d’Ele! Buscai portanto, o ‘Amor Verdadeiro’!O SENHOR é propenso a perdoar as vossas misérias, a perdoar as vossas fraquezas; se enxergar em vós uma gota, um grão de areia que seja de ‘Amor Verdadeiro’ e vos dará a Graça da conversão, da salvação, da perfeição espiritual se vós tiverdes o ‘Verdadeiro Amor’... Quem ama verdadeiramente o SENHOR e a Sua Mãe, defende o que é d’Eles, protege o que é d’Eles, cuida do que é d’Eles, trabalha pelo que é d’Eles, luta pelo que é d’Eles até consumir todas as suas forças! O Amor não mede distância... demora... dificuldade... O Amor só sabe amar e nada mais... Pedi este Amor, porque se não o tiverdes não entrareis no Reino dos Céus! Porque o Céu é somente para aqueles que aprenderam a amar a DEUS sobre todas as coisas, isto é; mais do que a si mesmos, mais do que o mundo! Eu ROSALIA, pedirei por vós no Trono do SENHOR, incessantemente! Dirigi-vos a Mim nas vossas orações e Eu vos darei conforto sempre! A paz Marcos... Amo-te, amo Este Lugar com todas as Minhas forças... O defenderei com as Minhas Graças, com as Minhas Bênçãos, com as Minhas Orações! E te cobrirei também sempre de paz, benção, conforto e luz... A paz!...”


Festa : 04 de Setembro 
 Santa Rosália, Nascida em Palermo em 1130, viveu por alguns anos na corte de Rogério II, rei da Sicília, sendo seu pai Sinibaldo, descendente de Carlos Magno.
Quando tinha quatorze anos, a Santíssima Virgem apareceu-lhe a aconcelhou-a a deixar o mundo. Rosália foi então viver numa gruta no monte Quisquita durante alguns meses e depois foi para o cimo do monte Pellegrino onde acabou por escolher este lugar até o fim de sua vida como lugar de retiro, pela áspera solidão que ofereciam seus penhascos rochosos inclinado sobre o mar azul.
Durante seus últimos dezesseis anos de vida, Rosália levou uma vida de dura penitência sendo alimentada miraculosamente pela Eucaristia. Morreu no ano de 1160, com a idade de 30 anos.
No século XVII foi encontrado os restos mortais de Santa Rosália, mas, os ossos, recolhidos em uma gruta escavada entre as rochas não traziam inscrição. O Arcebispo de Palermo, D. Giannetino Doria, constituiu uma comissão de peritos, composta de médicos e teólogos, que, em 11 de fevereiro de 1625, se prenunciou pela autenticidade das relíquias.
Isso reacendeu a devoção popular. Inseriu o nome da santa no Martirológio Romano em 15 de julho e em 4 de setembro.
Em 25 de agosto de 1624, quarenta dias após a descoberta dos ossos, dois pedreiros, enquanto executavam trabalhos junto ao convento dos dominicanos de Santo Estevão de Quisquina, acharam, numa gruta, uma inscrição latina, muito rudimentar, que dizia: "Eu, Rosália Sinibaldi, filha das rosas do Senhor, pelo amor a meu Senhor Jesus Cristo, decidi morar nesta gruta de Quisquina".
Confirmando, assim, as tradições orais da época.