Este blog é dedicado a difundir as mensagens comunicadas nas Aparições de Jacareí-SP-Brasil, por meio do Vidente Marcos Tadeu Teixeira. Desde 1991, Nossa Senhora RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ, Nosso Senhor Jesus Cristo, São José, os Anjos e os Santos , fazem ao mundo um último apelo de conversão, reparação e oração. Essas Aparições que se prolongam por mais de 20 anos, é o último meio que o Senhor manda ao Mundo para que se converta e tenha paz.
"Imitai os meus videntes, os meus Santos que em toda a Sua Vida: Me amaram, Me serviram, sem colocar nenhuma restrição no seu amor por Mim!" (Maria Santíssima, Jacareí-SP, 25-05-2008)

" SEDE SANTOS, porque eu, o Senhor, vosso DEUS, sou Santo." (Levítico19, 2)

sábado, 10 de setembro de 2011

Santa Inês

(01/01/2007)  “- Irmãos Caríssimos, Eu, Inês serva do Senhor e da Mãe de Deus, dou-vos hoje o meu amor e minha Paz. Venho do Céu para vos oferecer  minha ajuda, minha proteção e a minha luz. Estou nas maiores alturas do paraíso, bem próxima da Mãe de Deus e da Santíssima Trindade. Posso muito ajudá-los e quero fazê-lo, mas a condição é que peçais a minha intercessão, a minha proteção e a minha ajuda. Sede fiéis a oração do Rosário Meditado que o Marcos faz, pois é o Rosário que mais glorifica a Mãe de Deus e a Santíssima Trindade pois nele o homem ouve a voz da própria Mãe de Deus nas Suas Mensagens a ensiná-lo, admoestá-lo adverti-lo, censurá-lo, encorajá-lo, iluminá-lo e discipliná-lo. Sede fiéis na Trezena, na Setena, na Hora de São José, do Espírito Santo, na Hora da Paz. Sede fiéis a todas essas orações que os Sagrados Corações aqui vos deram e que o Marcos faz e dá para vocês. Essas orações são o alimento forte, santo e sadio e sempre conservará as vossas almas em perfeita saúde espiritual. Aquele que rezar e for fiel a essas orações, nunca sofrerá de nenhuma doença espiritual... nunca!... E se, por ventura, alguma vez tiver a infelicidade de adoecer espiritualmente, rapidamente se levantará e voltara de novo à saúde espiritual.

Eu, Inês, sou vossa irmã e amiga. Quero, posso e devo ajudá-los. Mas rezai-me, invocai-me nos sofrimentos, nas dificuldades e Eu serei como que um ‘muro de proteção’ a vossa volta para vos defender dos ataques de satanás, das tentações, dos maus pensamentos, dos maus desejos. E vos defenderei, vos darei forças nos momentos de provação. Irmãos caríssimos, tende uma devoção profundíssima à Santíssima Virgem, pois eu vos digo, foi essa devoção que me deu forças para vencer todos os sofrimentos e martírios e alcançar o Céu onde estou agora feliz para sempre. Eu vos digo, de nada vale ao homem possuir tudo se não possui a verdadeira devoção à Mãe de Deus. Por isso amai-A, amai-A muito, certos de que jamais, jamais vencereis Nosso Senhor Jesus Cristo em Seu Amor à Santíssima Virgem pois Ele foi o que mais A Amou. Por isso, nunca penseis que já A amais bastante ou até que A amais demais. Não! Ninguém jamais amará a Santíssima Virgem mais do que Jesus. Por isso, por isso  amai-A muito, amai-A de tal forma que para vós amá-LA seja mais precioso do que a própria vida.

Amai-A e antes desejai perder a vossa própria vida do que perder vosso amor e devoção por Ela. Metei a devoção à Santíssima Virgem dentro de vosso Coração. Fechai-a a chave e jogai a chave em minhas mãos para que eu a guarde de forma que o demônio nunca possa prejudicar, enfraquecer ou destruir esse amor e essa devoção à Mãe de Deus dentro dos vossos corações. A todos, a Paz.”


Biografia de Santa Inês
Tambem conhecida com Santa Agnes
Virgem e martir do século III, segundo a tradição vinha de uma família nobre e rica e a medida que crescia se tornava uma linda donzela de sedutora beleza. Seus cabelos vermelhos e longos ascendia os desejos dos jovens romanos. Mas ela, havia prometido castidade perpétua e sofreu várias tentativas de violações, sempre orando a Jesus para protege-la.
Assim, o primeiro homem que a quiz violar foi cegado por um raio de luz. Santa Inês o perdoou e ele pode ver de novo.
Foi então denunciada como sendo cristã. Prenderam-na e a torturam para que ela oferecesse sacrifícios aos desuses romanos e como ela recusasse, levaram-na para um Bordel, mas o homem que tentou violenta-la foi morto por um raio de luz.(este Bordel ainda existe com uma inscrição do Papa Damasus I, assim é provável que esta historia seja verdadeira).
O Bordel era debaixo do Arco do Estádio de Dominitian onde é hoje a Praça Novona. O Arco forma a Cripta da Igreja de Santa Agnes em Agone.
Diz a tradição que foi acesso uma fogueira para ela ser queimada e quando colocada na pira ela orou e o fogo milagrosamente se extinguiu. Colocada para ser desmembrada por cavalos, os seus punhos eram muito pequeninos e não havia grilhões de ferros para ela. Tentaram amarra-la com correntes mas as correntes escorregaram em seu corpo, e as que ficavam, simplesmente arrebentavam. Finalmente foi decapitada com a espada. Por causa da influencia de sua família seu corpo não foi atirado no rio(como era costume) e foi enterrado no cemitério da família e hoje forma a catacumba dela e é ao lado da igreja dedicada a ela na Via Nomentana.
Vários milagres foram reportados em sua tumba e creditados a sua intercessão e sua fama se espalhou rapidamente.
Quando o Imperador Constantino quis ter sua filha batizada, ele o fez perto do local da igreja de Santa Agnese Fuori le Mura que foi erigida por ele sobre sua tumba. Em 382 o Papa Damasus I, que foi o primeiro a chamar Roma de "Sé Apostólica", restaurou a igreja de Santa Agnes.
Durante o reinado do Papa Paulo V as relíquias de Santa Agnes foram encontradas no santuário da igreja.
Agnes significa em grego casta, e em latim ovelha.
Talvez por isto na arte litúrgica da Igreja ela é representada sempre segurando uma ovelha.
Na sua festa, uma ou duas ovelhas são abençoados na sua igreja em Roma e de sua lã se faz alguns "palliuns" (duas tiras de lã branca) a qual o Papa confere aos Arcebispos como símbolo de sua jurisdição.
Ela é mencionada na Primeira Prece Eucarística
Segundo a tradição a Santa Inês ajuda a encontrar um noivo para um feliz casamento.
É padroeira da pureza e da castidade e é invocada na proteção da castidade.  
Sua festa é celebrada em 21 de Janeiro