Este blog é dedicado a difundir as mensagens comunicadas nas Aparições de Jacareí-SP-Brasil, por meio do Vidente Marcos Tadeu Teixeira. Desde 1991, Nossa Senhora RAINHA E MENSAGEIRA DA PAZ, Nosso Senhor Jesus Cristo, São José, os Anjos e os Santos , fazem ao mundo um último apelo de conversão, reparação e oração. Essas Aparições que se prolongam por mais de 20 anos, é o último meio que o Senhor manda ao Mundo para que se converta e tenha paz.
"Imitai os meus videntes, os meus Santos que em toda a Sua Vida: Me amaram, Me serviram, sem colocar nenhuma restrição no seu amor por Mim!" (Maria Santíssima, Jacareí-SP, 25-05-2008)

" SEDE SANTOS, porque eu, o Senhor, vosso DEUS, sou Santo." (Levítico19, 2)

segunda-feira, 7 de maio de 2012

07 DE MAIO - DIA DE SANTA FLÁVIA DOMITILA - MENSAGEM DADA DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ - SP -

BRASIL  NO ANO DE 2007



JACAREÍ, 12 DE AGOSTO DE 2007
CAPELA DO SANTUÁRIO DAS APARIÇÕES DE JACAREÍ – SP – BRASIL
MENSAGEM DE SANTA FLÁVIA DOMITILA
COMUNICADA AO VIDENTE MARCOS TADEU TEIXEIRA
“Marcos, Eu FLÁVIA DOMITILA, venho hoje mais uma vez aqui com a MÃE DE DEUS, com SANTA ANA para dizer:

SOMENTE DEUS É SOMENTE DEUS SERÁ!

Por isso, todo homem deve servi-Lo, amá-Lo e adorá-Lo com todas as forças de seu coração!
O caminho da virtude, o caminho da santidade é árduo, é difícil e pedregoso, mas, com a Nossa ajuda, com a ajuda dos Santos do SENHOR a alma passa por sobre as pedras, a alma chega seguramente até o fim do caminho e é coroada com a coroa da vida eterna.

Eu em Minha vida conheci muitos sofrimentos pela Minha fé e fidelidade ao SENHOR, mas, em nenhum momento desanimei, em nenhum momento olhei sequer por um instante para as criaturas e jamais tive, cedi a tentação de trocar o amor do Meu SENHOR pelo amor efêmero e passageiro das criaturas... O mesmo amor quero que vós tenhais e Eu quero infundir em vós! Quero todos os dias, conduzir-vos pela estrada deste Amor perfeito que sabe renunciar a si mesmo. Que sabe doar-se ao Ser Amado, a DEUS e Maria Santíssima. Que não procura benefício nem material, nem espiritual em troca do amor e do serviço prestado!
Quero levar-vos a esse Amor que só quer unicamente dar amor e receber o Amor do seu SENHOR.
AMOR POR AMOR’ este foi e sempre será o amor dos verdadeiros Santos. É este amor que deveis ter em vós, que deveis colocar em vossos corações, que deveis viver, praticar e ensinar aos outros!
Oh! Quanto os Sacratíssimos corações se alegram por verem que aqui este verdadeiro amor é ensinado, é propagado e que os erros da falsa devoção, do falso amor, da falsa fé são combatidos.
Como Eles se alegram por verem que aqui o verdadeiro amor pelo SENHOR e pela Mãe de DEUS é ensinado, é pregado, é propagado com energia, com coragem, com força e constância.
Este amor deve ser ensinado a todos!
Esse amor deve ser propagado a todos!
Para que assim a doença do falso amor, da falsa devoção seja finalmente extirpada da face da terra e o mundo verdadeiramente procure e ame a DEUS e a MÃE de DEUS em espírito, em verdade e em vida...
Marcos, Eu, estou aqui e te abençôo constantemente todos os dias.
Abençôo também aos que amam estas Mensagens mais do que tudo, e a tudo renunciam por amor a Elas.
Abençôo a todos os que, verdadeiramente vem aqui procurando DEUS e a MÃE de DEUS com amor puro, com o desejo do amor puro! Com a reta intenção de conhecê-los, amá-los e agradá-los sempre mais e melhor.
Sou a defensora de todas estas almas de boa vontade!
Sou a defensora e a protetora de todos os que aqui vem com a verdadeira sede, com a verdadeira fome de amarem a DEUS e a MÃE de DEUS com o amor puro, perfeito, desinteressado, santo e fiel.
Que recorram a Mim e receberão grandes favores, tanto para o corpo quanto para a alma.
Terei mais prazer em conceder graças espirituais para a santificação de todos... Mas o Meu desejo de ajudá-los é tão grande, que estas graças transbordaram até mesmo nos assuntos temporais!
Que peçam a Minha proteção!
Que me supliquem com muitas novenas e orações! E as graças Eu as alcançarei, para esses meus devotos, porque eu gozo de grande favor junto dos Sacratíssimos Corações Unidos.
A alma que rezar a qualquer um de Nós, a qualquer um dos Santos que Aqui vieram e aos que estão no Céu com a reta intenção de agradarem a DEUS e de alcançarem a graça do Amor Perfeito, de alcançarem a graça da santidade, podem ter a certeza de que alcançarão todas essas graças. E até os assuntos temporais que estiverem relacionados com estas graças espirituais, ou seja, do serviço de DEUS, da santificação da alma e da salvação do mundo, até estas graças serão concedidas.
Eu, FLÁVIA, te abençôo Marcos... E te abençôo copiosamente... Abençôo a todos que aqui hoje vieram rezar contigo sinceramente e ouvir e conhecer a vontade do SENHOR e da SENHORA MÃE DE DEUS... A Paz!...”



 


Flavia Domitila foi uma nobre na época do Império Romano, foi esposa do governador Flávio, sendo parente próxima de Vespasiano, Domiciano e Tito, nasceu em Roma no século I, após sua conversão foi exilada para uma ilha onde sofreu martírio por se manter firme em suas convicções cristãs, morreu renunciando uma vida de riquezas e luxos abraçando a humildade de ser cristã.
 
Em São Paulo, no bairro de Pirituba, precisamente no Pq. Maria Domitila existe um igreja que é dedicada em sua memória, lá existe uma imagem que foi concebida pelos fundadores na época de sua inauguração no início dos anos 70.
Mas o que existe de real sobre a vida de santa Flávia Domitila é que ela era uma nobre dama romana, esposa do cônsul Flávio Clemente e sobrinha do imperador Vespasiano, pai de Domiciano.

Esses dados foram encontrados em uma inscrição da época, conservada na basílica dos santos Nereu e Aquiles, que também morreram decapitados pelo testemunho em Cristo.
No primeiro século, ela enfrentou a ira da corte por não esconder sua fé em Cristo. Banida do convívio social, foi depois julgada e condenada ao exílio, sendo deportada para a ilha de Ponza.

 
Sua morte aconteceu de forma lenta, cruel e dolorosa, numa ilha abandonada, sem as menores condições de sobrevivência, conforme escreveu sobre ela são Jerônimo.
Os santos Nereu e Aquiles eram soldados adscritos ao tribunal militar.
Convertidos à fé cristã, abandonaram o exército.
Irmãos, estavam ambos em serviços de Santa Flávia Domitila, com a qual partilharam as tribulações do exílio na ilha Ponza.


SANTA FLÁVIA DOMITILA ENTRE SÃO NEREU E SANTO AQUILES
O historiador Eusébio diz que esta nobre dama de Roma fora enviada ao desterro por ordem de Domiciano porque também proclamara sua fé ao Divino Redentor.
Segundo São Jerônimo "o exílio foi tão cruel e longo que isto por si só já lhes serviria de martírio"
Por isso, foram condenados à morte provavelmente no tempo de Diocleciano, sendo que mais tarde sofreram entregaram a alma pelo fogo e pela espada, recebendo na Eternidade a palma do martírio em defesa da fé.


O Sepulcro dos santos conserva-se no cemitério de via Ardeatina, onde há uma Basílica edificada em sua honra.





NEREU, FLÁVIA E AQUILES


Comemora-se o dia de Santa Flavia Domitila sempre nos dias 7 de maio, data provável de seu martírio.
OUTRA VERSÃO:
Há muito mais tradições envolvendo a existência de Flávia Domitila do que documentos históricos comprovados. Seu nome e santidade tanto se espalharam, nos primeiros tempos do cristianismo, que sua vida se mesclou a essas tradições pela transmissão dos próprios fiéis que fixaram o seu culto.
Flávia Domitila teria sido convertida ao cristianismo por dois eunucos. Enquanto ela se preparava para o casamento com o filho de um cônsul, Nereu e Aquiles lhe falaram sobre Cristo e a beleza da virgindade, "irmã dos Anjos". Ela teria abandonado o casamento e se convertido imediatamente.
Contudo o próprio imperador, inconformado, tentou vencer a recusa pelo compromisso da jovem com uma tarde dançante em sua homenagem. A morte repentina do próprio noivo aconteceu em meio às danças. Segundo a tradição, Flávia Domitila morreu queimada num incêndio criminoso que destruiu sua casa, sendo provocado por um irmão do noivo.
Mas o que existe de real sobre a vida de santa Flávia Domitila é que ela era uma nobre dama romana, esposa do cônsul Flávio Clemente e sobrinha do imperador Vespasiano, pai de Domiciano. Esses dados foram encontrados em uma inscrição da época, conservada na basílica dos santos Nereu e Aquiles, que também morreram decapitados pelo testemunho em Cristo.
 
No primeiro século, ela enfrentou a ira da corte por não esconder sua fé em Cristo. Banida do convívio social, foi depois julgada e condenada ao exílio, sendo deportada para a ilha de Ponza.
Sua morte aconteceu de forma lenta, cruel e dolorosa, numa ilha abandonada, sem as menores condições de sobrevivência, conforme escreveu sobre ela são Jerônimo.











CATACUMBAS DE SANTA FLÁVIA DOMITILA -

ESSAS CATACUMBAS CRISTÃS FICAVAM EM TERRAS DA NOBRE ROMANA FLÁVIA DOMITILA










MARTÍRIO DE FLÁVIA DOMITILA






Oração

 
Senhor, pelos méritos de Santa Flávia Domitila,
eu Vos peço perdão
por todas as vezes em que não fui coerente com os ensinamentos de Jesus.
Pelo meu egoísmo,
pelas vezes em que julguei e condenei meus irmãos,
por não ver as necessidades dos que estão a minha volta.
Peço-Vos a graça da fidelidade e perseverança na Vossa Palavra para que na prática de caridade
eu descubra a alegria de ser cristão.
 
Santa Flávia Domitila, rogai por mim




IMAGEM DE SANTA FLÁVIA DOMITILA
COM SUAS RELÍQUIAS NUM VASO AOS SEUS PÉS

NA IGREJA DE SÃO JOÃO EVANGELISTA, EM CLINTON.

RELICÁRIO DE SANTA FLÁVIA DOMITILA